Fóruns Paroquias.org
paroquias.org

  A participação no Fórum Paroquias.org está condicionada à aceitação das Regras de Funcionamento.
Fóruns Paroquias.org : Bíblia

 

Ir para tópico de discussão: AnteriorPróximo
Ir para: Lista de fórunsLista de mensagensNovo tópicoPesquisarEntrar
Ir para a página: 1234567891011...ÚltimaPróximo
Página actual: 1 de 15
Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: David_ (IP registado)
Data: 02 de March de 2009 01:26

Paz do Senhor a todos


Temos, hoje em dia, milhares de religiões que ensinam que a prática das boas obras é algo que conduz a perfeição, a salvação.

É assim entre os budistas. Pra esses o ensinamento básico é fazer o bem e evitar o mal. Segundo os budistas esses fundamentos tem como objetivos “o fim do ciclo de sofrimento, samsara, despertando no praticante o entendimento da realidade última - o Nirvana.”

Para o Espiritismo, codificado por Allan Kardec, para o Hinduísmo, o Jainismo, a Teosofia, o Rosacrucianismo e a filosofia platônica as boas obras se refletem em evolução espiritual. Ou seja, quanto mais boas obras o individuo fizer, seu espírito evoluirá... Assim, sempre com boas obras, o indivíduo conseguiria chegar a perfeição, através de sucessivas reencarnações.

Existem, ainda, vários credos e seitas que pregam o alcance da perfeição, da imortalidade, da salvação da alma, através de boas obras...

Mas o Apóstolo Paulo nos disse que:

Efésios 2:8-9
8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie;


Ora, segundo a Escritura Sagrada, a salvação vem pela fé em Jesus Cristo, e não por obras, "para que ninguém se glorie".

Em Cristo

David

_________________________________________________________________________________
"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: Jorge Gomes (IP registado)
Data: 02 de March de 2009 02:49

Salvação vem pela fé em Jesus sem dúvida, em crer, confessar e aceitar Jesus como Senhor e Salvador das nossas vidas, mas a fé que não se manifesta em obras é morta em si mesma, uma fé que não produz nada não justifica ninguém, a fé tem que sempre se manifestar em frutos, em obras de arrependimento, em obras de amor, amor a Deus acima de tudo e todos e amor ao proximo como a nós mesmos, em obras de graça, de bondade, de justiça pois essa é a vontade de Deus para os seus filhos, que produzamos obras que estejam de acordo com a vontade de Deus, com a Sua Palavra, no entanto as obras sejam elas quais forem por si só sem fé não salva ninguém, a única obra que salva é a de Jesus Cristo na Cruz do Calvário que nos salvou do pecado e da sua penalidade com Seu sangue, se fosse pelas boas acções, se fosse pelas boas obras o sacrificio de Jesus teria sido em vão, assim sendo somos justificados não pela lei, não pelas obras da lei, não pelas nossas boas obras ou acções, mas somente pela graça e na misericórdia do Pai que enviou o Seu Filho unigénito para que toda aquele que Nele creia não pereça mas tenha a vida eterna como diz as Escrituras.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: David_ (IP registado)
Data: 02 de March de 2009 13:07

Paz do Senhor


A fé no Senhor Jesus produz frutos. Isso é evidente... Mas os frutos são CONSEQUENCIA da fé em Cristo. Ou seja, as boas obras do servo do Senhor Jesus, são resultado do novo nascimento. São resultado da fé em Jesus Cristo, Autor e Consumador da fé!

Porém, hoje em dia, existem pessoas, inclusive que se dizem cristãs, que acreditam que as boas obras podem, de alguma forma "ajudar", no processo de salvação. Elas imaginam que sendo apenas "boazinhas" poderão alcançar algo, no plano espiritual.

Algumas chegam a imaginar, inclusive, que as boas obras podem PERDOAR PECADOS.

Essas pessoas não conseguem enxergar que a boa obra é, na realidade, aquela que é fruto da fé em Jesus Cristo.

Em Cristo

David

_________________________________________________________________________________
"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2



Editado 1 vezes. Última edição em 02/03/2009 13:08 por David_.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: Jorge Gomes (IP registado)
Data: 02 de March de 2009 13:40

Exactamente David, ninguém pode jamais comprar a sua salvação ou adquiri-la por mérito próprio, nem por meio de sacrifícios, boas obras ou boas intenções. Como referi
se a salvação dependesse das boas obras, não era necessário que Jesus viesse, não era necessário a crucificação.
"Áquele que não conheceu pecado o fez pecado por nós, para que Nele fôssemos feitos justiça de Deus". (II Coríntios 5:21)

Sobre isso posto um dos vários textos bons do Caio Fábio a explicar o que é isso da graça, da salvação pela graça e pela fé em Jesus.


O QUE É GRAÇA DA QUAL VOCÊ TANTO FALA? Na sua concepção a salvação se dá por mérito ou pelo quê? Um abraço. _______________________________________________

Meu amado Graça é como o Amazonas. A gente não fez nada para ter, mas recebeu dos Céus. Graça, no N. Testamento, é “favor imerecido”; é, portanto, aquilo que se recebe sem nenhum mérito. Ora, Paulo disse: “Pela Graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem de obras para que ninguém se glorie”—Efésios 2:8-9 Somos, portanto, salvos pelo favor de Deus; o qual, sendo favor, não decorre de nenhuma forma de ‘pagamento’ divino ao comportamento humano. Somos informando que Jesus, o Cordeiro de Deus, foi imolado antes que houvesse mundo. Portanto, toda a criação é graça divina, posto que nada é sua própria causa. Assim como o Universo é Graça, pois nenhum de nós o ajudou a trazer à existência, assim também tudo mais é dádiva, posto que nenhum de nós, de fato, tem qualquer coisa que não tenha recebido. Nesse sentido, a existência é Graça, em razão de que apenas não seria se fossemos auto-existentes. Ora, o mesmo principio de aplica a tudo o mais que concerne a Deus e ao homem, incluindo a ‘salvação’. No entanto, no texto de Paulo que eu citei, a salvação que é pela Graça, é, também, mediante a fé. Ora, a fé também é graça de Deus, posto que nenhum de nós arregimenta em si mesmo tamanha confiança, que o faça viver em paz com Deus baseado apenas sua própria fé como se por possuí-la isso empretasse à pessoa alguma justiça aos olhos de Deus. Neste caso, seria como não trabalhar, mas aparecer sempre para receber, como se o simples fato de ter crido na bondade do Senhor, trouxesse à pessoa toda a justiça de que viesse a precisar diante de Deus.. Tal fé, todavia, não nasce em nós do 'nada', e nem nos é inata; sendo, portanto, Graça de Deus; visto que nossa insegurança nos remete naturalmente para a necessidade de fazer alguma forma de 'barganha com Deus', e não para a fé que apenas confia. Assim, o próprio ato de crer, é, também, uma dádiva de Deus. Paulo diz que a ‘salvação’ não vem de ‘obras para que ninguém se glorie’. No entanto, nessa passagem, ele está sendo brando. Na realidade, tanto em Romanos como também em vários outros textos dele—todos fazendo eco ao Evangelho, o qual diz que quem ‘crê tem a vida eterna’—, Paulo diz que a salvação é Graça mediante a fé, pois, as obras humanas são carregadas de pecados, por mais virtuosas que sejam. O profeta Jeremias ecoa a voz de Deus ao declarar que as nossas melhores justiças ainda são como ‘trapo de imundície’. Assim, Paulo grita: “Pois todos pecaram, e, assim, destituídos estão da glória de Deus”. A leitura de Romanos e Hebreus, por exemplo, nos afirma de modo repetitivo que a salvação decorre da fé que se centra no que Jesus já realizou por todos os homens. Sim, quando Ele bradou “Está Consumado!”, Ele declarava que todo o trabalho, toda obra para a salvação, estava feita; não pelo homem—posto que nenhum homem tem o poder de se auto-salvar, pois suas obras são trapo de imundície—; mas por Deus, o qual, estava em Cristo reconciliando o mundo consigo mesmo. Então você pergunta: “E aqueles que vivem em lugares, regiões ou viveram em tempos nos quais tal informação não se fez circular?” Ora, o Evangelho é Boa Nova para mim, que fiquei sabendo. Por isso, anuncio a Palavra da fé a todos os homens, visto que nada há de melhor e mais seguro nesta vida do que confiar de tal modo no amor de Deus por nós (Graça), de tal modo que possamos andar sem a fobia da morte e sem medos de juízos finais. Isto porque o Juízo Final já aconteceu na Cruz, onde o pecado humano foi condenado em Jesus, o qual, levou sobre si as nossas iniqüidades, fazendo-se Ele mesmo “pecado por nós”, conforme disse Paulo. Quem crê nisso, anda em paz, vive em paz e morre em paz! Quem não ficou sabendo, nem por causa disso está perdido. Isto porque Deus não fez e não faz nada que sendo Dele dependa dos homens para fazer bem aos homens. Assim, quem não soube que a dívida já está paga, e que Deus já se reconciliou com os homens, até que venha a saber, sofre; e, freqüentemente, entrega-se, pelo medo, a toda sorte de crenças que demandam obras, sacrifícios, esforços pessoais, e virtudes... que assegurem um ‘melhor encontro de contas entre o homem e Deus’. A Palavra do Evangelho, quando crida, acaba com tal escravidão, e mergulha a pessoa na paz com Deus, que é fruto dela, pela fé, saber que está salva na Graça de Deus, podendo, portanto, descansar de suas obras como algo que tenha efeito meritório. Ora, Deus já se reconciliou com o mundo. O mundo é que ainda não sabe disso! Todo o ensino de Jesus é sobre Graça. Leia, por exemplo, o Pai Nosso, e você verá que o chamado a que se perdoe os nossos devedores decorre do fato de que Deus já perdoou os nosso pecados. Veja também a Parábola do Credor Incompassivo (Mateus 18), e você verá como a base de tudo é uma só: como fui perdoado de Graça, devo também em Graça perdoar. Esse é o Evangelho! Essa é a Boa Nova! Assim, não apenas somos salvos pela Graça, mas também para uma vida de Graça, a qual, entre os homens, se manifesta como uma existência na qual a consciência da Graça (perdão, favor, benefício, etc...) ... gera um espírito de misericórdia em relação ao próximo; e isso tudo fundado numa percepção apenas: aqueles que receberam Graça, esses são filhos dela, e, por essa razão, praticam-na como amor e misericórdia. Não somos, portanto, salvos pela Lei, nem Pela Moral, nem pela Ética, nem pelas Obras de Caridade. Todas essas coisas são boas, mas não são elas que realizam nossa salvação; posto que se assim fosse, ninguém precisaria de um salvador, bastando, para tanto, que fossemos os salvadores de nós mesmos. A Graça, todavia, não é apenas algo para se crer, mas sim, sobretudo, algo para se viver. Não somos salvos pelas obras, para que ninguém se glorie; mas somos salvos para boas obras, e isso para a glória de Deus (Efésios 2:10). Desse modo, a Graça gera uma vida cheia de obras que nada mais são do que frutos naturais dela mesma. A Graça é a semente, é a vida, é a arvore em si mesma. As obras são o fruto, e que é amor, visto que decorre de uma compreensão em fé acerca do amor de Deus por todos nós. Os aplicativos da Graça são tão variados quanto a própria existência. Tudo, porém, é Graça. Receba meu beijo bem saudoso. Nele, em Quem tudo é Graça, tudo é puro amor, e tudo é dádiva, Caio

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: M. Martins (IP registado)
Data: 02 de March de 2009 16:24

Olá David,

Eis um estudo interessante sobre o assunto do tópico:

FÉ E OBRAS: REQUISITOS ESSENCIAIS PARA SALVAR-SE

I. Lutero, fundador dos protestantes, baseando-se em Rm 3,28, proclamou que só a fé salva. Os seus seguidores de hoje andam no mesmo caminho errado. De fato, não há nada mais anti-evangélico do que pensar e agir assim.

2. Eis em que se baseia Lutero: "Sustentamos que o homem é Justificado pela fé, sem as obras da lei" (Rm 3,28). Esclarecimento: Paulo escreve aos romanos, que eram pagãos, acostumados a adorar ídolos ou falsos deuses. Por isso acentua a Importância e a necessidade de uma fé total em Cristo. Mas não exclui as obras como necessárias para a salvação. Veja mais adiante.

3. Posições: Protestantes: só a fé em Cristo salva.

Católicos: para se salvar é preciso a fé e as obras, que são o amor para com Deus e para com o próximo.

4. Tese: Para salvar-se é necessário ter fé e cumprir as obras
da fé.

5. Demonstração:

a) “. ainda que possua a plenitude da fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade nada sou" (1Cor 13,2.3). Caridade é obra, é acção, é prática da fé. Se alguém tiver fé mas não tiver caridade, "não é nada"; não tem nada, nem a salvação! Paulo diz: "O homem é justificado pela fé, sem as obras da lei". E também diz: "A plenitude da fé sem a caridade (obras) não é nada". É contradição? Não! Lutero • seus seguidores é que interpretaram mal, entenderam mal.
Paulo era inspirado, Lutero não.

b) Jesus ensinou: "Nem todo o que diz `Senhor, Senhor", entrará no reino dos céus, mas o que faz a vontade do meu Pai que que está nos céus" (Mt 7,21). Fazer a vontade do Pai é praticar a caridade, fazer obras boas. Dizer "Senhor, Senhor", é falar que tem fé e não praticar as obras da fé. Os que fazem isso não se salvarão.

c) Ainda Paulo: "Deus dará a cada um segundo as suas obras" (Rm 2,6). Paulo não diz que Deus dará (a salvação) segundo a fé de cada um, mas que Deus dará a salvação a cada um segundo as suas obras.

d) "A fé sem obras é morta" (Tg 2,17). Porque estas palavras de Tiago são claras demais, então Lutero declarou que não eram autênticas.

e) Cristo foi mais claro ainda e mais terrível contra os que dizem ter fé e não fazem as obras da fé. "Apartai-vos de mim, malditos, ao fogo eterno... Por que tive fome e não me destes de comer. Tive sede e não me destes de beber. Fui forasteiro e não me acolhestes. Estive nu e não me vestistes. Doente e preso, e não me visitastes" (Mt 25,41.46). Jesus é claro demais.
Recusa a salvação a todos os que não praticarem boas obras.

f) "Se queres entrar na vida eterna (salvação), guarda os mandamentos" (Mt 19,17).

g) "Completo na minha carne o que falta à paixão de Cristo" (CI 1,24). De fato, Paulo sofreu muito, trabalhou muito para se salvar, completando nele mesmo o que Cristo começou.

6. Tentativa insuficiente: um pastor protestante, para defender
seu ponto de vista (só a fé salva), tentou explicar que o bom ladrão se salvou sem as obras. Não é verdade! O bom ladrão se arrependeu, aceitou sofrer o castigo com amor, repreendeu o outro que blasfemava, exortou-o a se arrepender e defendeu Jesus contra os insultos do outro (Lc 23,39.43). Tudo isso é realizar obras.

CONCLUSÃO
"Nem um copo de água dado por meu amor ficará sem recompensa" (Mc 9,41). Continuemos nós praticando o que Cristo nos ensinou: o amor, o perdão, a compreensão, as visitas aos doentes, etc. E com muita fé. E teremos a salvação, pois a fé estéril e só de palavras não salva.

F. B.

M.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: David_ (IP registado)
Data: 02 de March de 2009 19:32

Olá Martins

Paz do Senhor

Citação:
I. Lutero, fundador dos protestantes, baseando-se em Rm 3,28, proclamou que só a fé salva. Os seus seguidores de hoje andam no mesmo caminho errado. De fato, não há nada mais anti-evangélico do que pensar e agir assim.

Sei pouco sobre Lutero... Também sei bem pouco sobre o que afirmou e sobre o que ensinou. Mas, se ele ensinou que a salvação vem através da fé em Jesus Cristo, estava certíssimo. Este é o ensinamento de Jesus Cristo e dos apóstolos.

Citação:
2. Eis em que se baseia Lutero: "Sustentamos que o homem é Justificado pela fé, sem as obras da lei" (Rm 3,28). Esclarecimento: Paulo escreve aos romanos, que eram pagãos, acostumados a adorar ídolos ou falsos deuses. Por isso acentua a Importância e a necessidade de uma fé total em Cristo. Mas não exclui as obras como necessárias para a salvação.

No texto citado acima, de Romanos 3:28, Paulo escrevia para os crentes gentios da Igreja de Roma. Não era a pagãos adoradores de falsos deuses, mas a cristãos... Cristãos da Igreja de Roma, uma das Igrejas de Cristo.

Citação:
3. Posições: Protestantes: só a fé em Cristo salva.
Católicos: para se salvar é preciso a fé e as obras, que são o amor para com Deus e para com o próximo.

Não é a “posição dos protestantes”, Martins. É a posição da Escritura... Não é através de obras que se “compra” a salvação... Não é através da caridade que se consegue a salvação. Paulo foi direto quando disse que a salvação é dada “ por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie ;

Se a salvação pudesse ser obtida através de obras, alguém poderia alegar no céu que a havia merecido. Poderia alguém dizer algo do tipo: ”Eu fui muito bom... Ajudava aos pobres, visitava aos enfermos, protegia os oprimidos. Só havia um caminho para mim, a SALVAÇÂO. Pois eu fui muito bom. Não havia como uma pessoa como eu merecer um outro lugar, a não ser o céu...” . Ora, se a salvação pudesse ser por obras poderíamos ver testemunhos como estes.

Mas a interpretação católica, de que a salvação pode ser obtida através das obras, é algo que se encontra em sua Bíblia, através de seus livros apócrifos. Em Tobias lemos o seguinte:

Tobias 4:11
porque a esmola livra do pecado e da morte, e preserva a alma de cair nas trevas.


Ora, a Escritura Sagrada nos diz outra coisa completamente diferente.

1Jo 1:7 -
Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.


O Sacrifício do Calvário é quem purifica do pecado, através da fé em Jesus Cristo e não através de obras, através de esmolas ou qualquer outra boa prática...

Citação:
a) “. ainda que possua a plenitude da fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade nada sou" (1Cor 13,2.3). Caridade é obra, é acção, é prática da fé. Se alguém tiver fé mas não tiver caridade, "não é nada"; não tem nada, nem a salvação! Paulo diz: "O homem é justificado pela fé, sem as obras da lei". E também diz: "A plenitude da fé sem a caridade (obras) não é nada". É contradição? Não! Lutero • seus seguidores é que interpretaram mal, entenderam mal.

EM primeiro lugar... Vamos falar de Escritura Sagrada e esquecer Lutero. Nunca usei o nome dele para algo, e sequer conheço sua vida... Para mim o que ele afirmou ou deixou de afirmar não tem, nem de longe, o mesmo valor do que afirmaram Paulo ou qualquer outro apóstolo de Cristo... Se ele concordou em algo com os apóstolos, ótimo, estava certo, se discordou de algum apóstolo, estava errado!

EM segundo lugar, nessa passagem de 1 corintios 13, Paulo fala de “amor” e não de “caridade”, de “boas obras”....

Outra coisa muito importante para a compreensão da passagem, é ter em mente que Paulo estava falando a cristãos de uma igreja cristã, a IGREJA DE CORINTO. Veja, abaixo, que ele confronta frutos da vida do cristão, com o amor, mostrando que estava falando a CRISTÃOS.

1 COrintios 13:1-4
AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos , e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé , de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.


Vejam que os termos “falar língua dos homens e dos anjos”, “dom de profecias”, “toda a fé”, refletem algo característico ao cristão, mostrando que Paulo falava a cristãos de uma igreja cristã, a igreja de Corinto!

Os problemas da igreja de Corinto que enfrentava dissensões e uma situação de desordem foram o motivo principal de Paulo escrever a essa igreja. Muitos se diziam cristão, que tinham dons de língua, de profecia, que tinham fé em Jesus Cristo, mas não tinham o testemunho do NOVO NASCIMENTO... Não procediam como alguém transformado pela “nova natureza”. E o que Paulo quis dizer com a passagem de 1 Corintios 13, em outras palavras, foi que não há cristianismo genuíno, que não há a verdadeira conversão, que não há o verdadeiro “novo nascimento”, sem que o amor seja demonstrado como fruto dessa conversão! Pois o amor é o principal fruto daquele que é “nova criatura”, daquele que “nasceu de novo”. É isso o que Paulo estava ensinando a Igreja de Corinto. De outra forma, Paulo teria falado “bobagem” a igreja de Efésios, quando disse:

Efésios 2:8-9
8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie;


Citação:
Paulo era inspirado, Lutero não.

Lutero pode ter tido os momentos de Inspiração dele...

Acredito que o Espírito Santo inspire, ainda hoje, homens de Deus para levar Sua mensagem. Não para revelar algo novo. Pois aquilo que precisamos está registrado na Escritura Sagrada. Mas, algo para falar DIRETAMENTE ao coração de alguém! Assim, eu ou outra pessoa, podemos escrever algo, inspirado por Deus, que vai tocar o coração de alguém que vai ler. E ali o Espírito vai trabalhar aquela mensagem no coração daquele alguém. E dali, poderá sair uma “árvore” forte que vai produzir bons frutos, no futuro.

Citação:
b) Jesus ensinou: "Nem todo o que diz `Senhor, Senhor", entrará no reino dos céus, mas o que faz a vontade do meu Pai que que está nos céus" (Mt 7,21).

É verdade... "Nem todo o que diz “Senhor, Senhor", entrará no reino dos céus, mas o que faz a vontade do meu Pai que que está nos céus"... Ora, qual seria a Vontade do Senhor? Jesus é taxativo qual era a Vontade... Vejam abaixo:

Joa 14:23 - Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada. Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.

Citação:
Fazer a vontade do Pai é praticar a caridade, fazer obras boas. Dizer "Senhor, Senhor", é falar que tem fé e não praticar as obras da fé. Os que fazem isso não se salvarão.

Não... A vontade do Pai não é que sejamos “bonzinho”, que pratiquemos caridade para assim, sermos merecedores da salvação. Pois se assim fosse, Jesus teria morrido em vão, visto que bastava que fizéssemos boas obras. Se fosse pelas obras, não haveria a necessidade de Jesus ter vindo morrer por nós! Pois haveria o caminho das boas obras!

Citação:
c) Ainda Paulo: "Deus dará a cada um segundo as suas obras" (Rm 2,6). Paulo não diz que Deus dará (a salvação) segundo a fé de cada um, mas que Deus dará a salvação a cada um segundo as suas obras.

A passagem que o amado se refere, é esta, abaixo:

Romanos 2:7-8
A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção; Mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade e obedientes à iniqüidade;


Martin, Paulo fala para a Igreja de Romanos... Ele está falando para cristãos. Assim, não cabe aí satanistas, budistas, ateus e outros que não aceitam Jesus como Salvador, e que podem fazer BOAS OBRAS! Ele está dizendo que, para os cristãos que perseverarem no caminho, serão salvos. Veja que no verso 8 ele usa a palavra “desobediente” em contraste com “fazer o bem”. Assim, vemos que ele ensina a perseverança na OBDIENCIA da Palavra!

Citação:
d) "A fé sem obras é morta" (Tg 2,17). Porque estas palavras de Tiago são claras demais, então Lutero declarou que não eram autênticas.

Não sei o que o Lutero disse dessa passagem, mas se disse o que o amado escreveu acima, errou! A passagem é essa:

Tiago 2:17
Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma


Ora, essa passagem é uma verdade bíblica insofismável! Se alguém diz ser discípulo de Jesus e vive na prostituição, na mentira, no pecado, é um mentiroso... Não tem fé. Sua fé é MORTA, pelas suas práticas! Suas obras mostram quem na verdade é, esse alguém...

Se alguém diz ser cristão e, no entanto, não ama seu próximo, mas o persegue diariamente e deseja-lhe o mal, ainda não nasceu de novo... Ainda não provou da verdadeira transformação do Espírito em sua vida!

Foi por isso que Jesus disse certa vez:

Mateus 7:17-18,20
Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.


Se alguém diz ter fé e não tem os frutos da fé real em Cristo, tem uma fé morta... Fala pela carne, ou mente!

Aquele que tem a fé genuína no Senhor Jesus Cristo é diferente, e todos notam que ele tem algo diferente!

Citação:
e) Cristo foi mais claro ainda e mais terrível contra os que dizem ter fé e não fazem as obras da fé. "Apartai-vos de mim, malditos, ao fogo eterno... Por que tive fome e não me destes de comer. Tive sede e não me destes de beber. Fui forasteiro e não me acolhestes. Estive nu e não me vestistes. Doente e preso, e não me visitastes" (Mt 25,41.46).

Essa passagem, Martin, e para aqueles que se negaram a ajudar os judeus, durante a grande tribulação que ainda acontecerá aqui na terra! Veja no verso 40, que o Rei dirá:

Mateus 25:40
E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos , a mim o fizestes.


Os "irmãos" do Senhor são os judeus! D

Durante a grande tribulação Israel será perseguido pelo anticristo, e todas as nações se voltarão contra esse país! Quando Israel estiver perto de perder a batalha e ser completamente dizimado clamará por Jesus, que voltará, conforme profecia de Zacarias:

Zacarias 12:10
Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito


Eles chorarão pro tê-lO rejeitado durante tanto tempo... E aí começará o Reino Milenar de Cristo aqui na terra! Podemos falar sobre isso em outro tópico!

Citação:
Jesus é claro demais.
Recusa a salvação a todos os que não praticarem boas obras.

Não há uma só passagem que vincule a salvação a obras! Todas as passagens bíblicas ensinam que a Salvação é gratuita, mediante a fé em Jesus Cristo! E ela, a salvação, não vem de nós mesmos, é um dom de Deus! É favor IMERECIDO!

Citação:
f) "Se queres entrar na vida eterna (salvação), guarda os mandamentos" (Mt 19,17).

Isso nada tem a ver com obras. Tem a ver com aquilo que Jesus disse sobre Guardar a sua Palavra. A salvação sempre foi através da fé. Veja o que lemos de Abraão:

Tia 2:23
E cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus.


Citação:
g) "Completo na minha carne o que falta à paixão de Cristo" (CI 1,24). De fato, Paulo sofreu muito, trabalhou muito para se salvar, completando nele mesmo o que Cristo começou.

O querido se refere a essa passagem abaixo:

Cl 1:24
Regozijo-me agora no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo seu corpo, que é a igreja;


Em parte alguma Paulo diz que trabalhou para poder ser salvo... Em lugar algum ele falou que a salvação lhes custou esforço físico. Muito pelo contrário, pois ele disse:

Rom 10:10
Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.


E Pedro também falou sobre o assunto, quando disse:

1Pe 1:5
Que mediante a fé estais guardados na virtude de Deus para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo,


Citação:
CONCLUSÃO
"Nem um copo de água dado por meu amor ficará sem recompensa" (Mc 9,41). Continuemos nós praticando o que Cristo nos ensinou: o amor, o perdão, a compreensão, as visitas aos doentes, etc. E com muita fé. E teremos a salvação, pois a fé estéril e só de palavras não salva.

Essa não é uma conclusão bíblica... Se fosse apenas isso, Jesuu seria um fracassado e sequer precisaria ter vindo a terra morrer pelo homem, visto que poderíamos, por nós mesmos, através de nossas boas obras alcançar a salvação. Mas não é por obras, é por fé em Jesus Cristo!

Que o Senhor continue nos abençoando

David

_________________________________________________________________________________
"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2



Editado 6 vezes. Última edição em 02/03/2009 20:02 por David_.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: Lena (IP registado)
Data: 02 de March de 2009 22:35

Lucas 10

25 E eis que se levantou um certo doutor da lei, tentando-o, e dizendo: Mestre, que farei para herdar a vida eterna?
26 E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês?
27 E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.
28 E disse-lhe: Respondeste bem; faze isso, e viverás.
29 Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo?
30 E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.
31 E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo.
32 E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo.
33 Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão;
34 E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele;
35 E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar.
36 Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores?
37 E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira.


Tiago 1

19 Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.
20 Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.
21 Por isso, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas.
22 E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos.
23 Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao homem que contempla ao espelho o seu rosto natural;
24 Porque se contempla a si mesmo, e vai-se, e logo se esquece de como era.
25 Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecidiço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito.
26 Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã.
27 A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.

Tiago 2

12 Assim falai, e assim procedei, como devendo ser julgados pela lei da liberdade.
13 Porque o juízo será sem misericórdia sobre aquele que não fez misericórdia; e a misericórdia triunfa do juízo.
14 Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?
15 E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano,
16 E algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?
17 Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.
18 Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.
19 Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o crêem, e estremecem.
20 Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta?
21 Porventura o nosso pai Abraão não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque?
22 Bem vês que a fé cooperou com as suas obras, e que pelas obras a fé foi aperfeiçoada.
23 E cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus.
24 Vedes então que o homem é justificado pelas obras, e não somente pela fé.
25 E de igual modo Raabe, a meretriz, não foi também justificada pelas obras, quando recolheu os emissários, e os despediu por outro caminho?
26 Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.

Quem eu conheci e admirava já cá não anda, pelos vistos morreu. Em breve serei eu. Melhor assim.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: David_ (IP registado)
Data: 03 de March de 2009 00:36

Paz do Senhor

Uma passagem do texto da Lena:

Tiago 2:14
14 Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?


Ora, que "fé" é essa que Tiago se refere?

É aquela de alguém que, antes de conhecer a Cristo, vivia na prostituição, na idolatria, na mentira e, após conhecer a Cristo, suas atitudes não mudaram. Após conhecer a Cristo, embora viesse a dizer que tinha fé, as obras desse alguém que permaneceu na prostituição, na mentira e na idolatria revelaram quem ele realmente era. Essa fé fajuta pode salvá-lo? É claro que não!

A fé genuína no Senhor Jesus Cristo produz FRUTOS! Não há como fugir disso!

Em Cristo

David

_________________________________________________________________________________
"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2



Editado 1 vezes. Última edição em 03/03/2009 00:36 por David_.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: Jorge Gomes (IP registado)
Data: 03 de March de 2009 02:00

Exacto, e até no texto está lá a falar isso, em mostrar a fé pelas obras, uma coisa é mostrar a fé sem obras que não tem valor nenhum, não tem conteúdo, é morta, não frutifica nada, e outra coisa é mostrar a fé pelas obras, mostrar a fé pelas obras também faz parte da fé salvifica no Senhor Jesus, que é sempre uma fé viva que não se limita à mera confissão de Cristo como Salvador, mas que também nos leva a obedece-lo como Senhor. Portanto, a obediência é um aspecto fundamental da fé, pois somente quem obedece pode de facto crer, e somente aqueles que creem podem de facto obedecer ao Senhor. Enquanto Paulo enfatiza a fé como meio pelo qual aceitamos Jesus como Salvador, Tiago dá o enfase que a verdadeira fé deve ser uma fé activa, duradoura, pois a verdadeira fé salvifica não poderá deixar de se expressar por acções e devoção a Jesus e ao cumprimento da lei de Deus que é a lei do amor. Portanto as obras sem a fé são obras mortas e a fé sem obras é fé morta, porque lá está a fé verdadeira sempre se manifesta em obediencia para com Deus e actos compassivos para com os necessitados.
Tiago que pelo nome se ve que era um sujeito inteligente, se tivesse o jorge a acompanhar então... ele advoga contra os que na igreja professavam a fé em Jesus e na expiação pelo Seu Sangue, crendo que isso por si só bastava para a salvação, mas se não tinham obras correspondentes hé fé que tinham isso é que era bom, uma fé morta não resultará em salvação nem em qualquer outra coisa boa, o único tipo de fé que salva é a fé que opera por amor a Deus acima de todas as coisas e ao próximo, é a fé que opera por amor e não a fé que transgride a lei do amor.
Agora, não devemos por outro lado julgar que mantemos uma fé viva exclusivamente por nossos próprios esforços, mas sim é a Graça de Deus, o Espirito Santo que em nós habita e a intercessão sacerdotal de Cristo que operam em nossa vida e nos capacita a obedecer a Deus pela fé, mas se deixarmos de ser receptivos à graça de Deus e à direcção do Espirito Santo a nossa fé sucumbe.
Mas como referi, uma fé que não produz nada não justifica ninguém, e Abraão foi justificado não pelas obras da lei, mas da fé e do amor, sua disposição de sacrificar Isaque foi uma expressão da sua fé em Deus e da sua dedicação a Deus, ele que é chamado o pai da fé, agora como Paulo nos explica a salvação depende da graça de Deus, não depende do mérito das nossas próprias obras mas sim da obra de Cristo na Cruz do Calvário. Paulo fala de obras, ou seja, do desejo humano de obter mérito e salvação pela obediencia à lei mediante nosso próprio esforço e não através do arrependimento e da fé em Cristo. Agora também Paulo na mesma linha de Tiago declara que a fé salvifica produz infalivelmente obras de amor, aliás não foi Paulo que nos mostrou também que a fé e as obras nunca podem estar separadas e porquê, porque as obras procedem naturalmente da fé, em Galatas 5:6 lemos isso, a fé em Cristo que opera por amor é que tem virtude, essa é a fé que salva, e também Paulo fala algures dos frutos do espirito que é nascido de Deus...



Editado 1 vezes. Última edição em 03/03/2009 02:04 por Jorge Gomes.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: Lena (IP registado)
Data: 03 de March de 2009 08:55

Citação:
David_
Uma passagem do texto da Lena:

Perdão? O texto não é meu, é da Bíblia.

Citação:
David_
Tiago 2:14
14 Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?


Ora, que "fé" é essa que Tiago se refere?

É aquela de alguém que, antes de conhecer a Cristo, vivia na prostituição, na idolatria, na mentira e, após conhecer a Cristo, suas atitudes não mudaram. Após conhecer a Cristo, embora viesse a dizer que tinha fé, as obras desse alguém que permaneceu na prostituição, na mentira e na idolatria revelaram quem ele realmente era. Essa fé fajuta pode salvá-lo? É claro que não!

Como é que do texto tiraste essa? hahahaha
Nem para trás nem para a frente no texto podes concluir tal.
Olha o David_ a interpretar metendo nas escrituras coisas que lá não estão.


Citação:
David_
A fé genuína no Senhor Jesus Cristo produz FRUTOS! Não há como fugir disso!

Frutos=obras

Logo as Obras são necessárias.

Conclusão: a pergunta do tópico não faz sentido. Já que ambas são necessárias, uma sem a outra não são nada para quem quer ser salvo em termos cristãos.

Não se entende porque é que em todos os fóruns esta discussão surge, já que não tem razão de ser a não ser implicar com os católicos que sempre gostaram de ver obra feita - umas boas outras nem tanto, mas sempre é preferível a ficar pelos améns.

E há outra coisa, as obras passam pela nossa relação com os outros, com o próximo referido por Jesus. Se a pessoa pratica as boas obras o que interessa saber da sua fé? Isso é assunto privado entre ela e Deus.
Os bons exemplos devem ser seguidos sem fazer pré-julgamentos de ninguém.

As obras são boas quando feitas com o coração, por amor ao próximo.
A questão da salvação é secundária, porque o bom cristão deve fazer o bem sem pensar em prémios. Quem apenas faz o bem com o objectivo de ser premiado no fim não passa de um falso, de um interesseiro, de um cobarde.

Quem eu conheci e admirava já cá não anda, pelos vistos morreu. Em breve serei eu. Melhor assim.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: vitor* (IP registado)
Data: 03 de March de 2009 09:17

A nossa salvação vem pela fé, mas como não há fé que se aguente sem obras( aquelas que edificam Deus)...Por isso salvamo-nos pela fé e oferecemos as nossas obras a Cristo, para que a fé e a caridade permaneçam em nós.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: David_ (IP registado)
Data: 03 de March de 2009 12:21

Paz do Senhor


Citação:
Citação:
Tiago 2:14
14 Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?


Ora, que "fé" é essa que Tiago se refere?

É aquela de alguém que, antes de conhecer a Cristo, vivia na prostituição, na idolatria, na mentira e, após conhecer a Cristo, suas atitudes não mudaram. Após conhecer a Cristo, embora viesse a dizer que tinha fé, as obras desse alguém que permaneceu na prostituição, na mentira e na idolatria revelaram quem ele realmente era. Essa fé fajuta pode salvá-lo? É claro que não!

Como é que do texto tiraste essa? hahahaha
Nem para trás nem para a frente no texto podes concluir tal.
Olha o David_ a interpretar metendo nas escrituras coisas que lá não estão.

PErdão, Lena, pensei que da forma como eu tinha colocado tinha ficado explicado. Mas vamos tentar ser mais precisos.

Vamos ao que Tiago disse, mais uma vez:

Tiago 2:14-16
14 Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?
15 E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano,
16 E algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?


A epístola de Tiago foi dirigida a crentes judeus... E na passagem acima ele ensina que a verdadeira fé em Jesus Cristo produz frutos. Em outras palavras, o que ele quer dizer é que se alguém diz ter fé em Cristo, porém suas obras não mudam, permanecendo as mesmas práticas de antes da conversão, esse alguém demonstra que tem uma fé fajuta, e que, assim, de nada adianta, pois tem uma fé morta!

Os crentes judeus ou cristãos judeus, tinham uma certa "repulsa" aos crentes gentios e sempre procuravam se separar desses... E Tiago falava sobre isso, dizendo que se alguém dizia ter fé em Cristo, mas não conseguia sequer ajudar o próximo, seja ele quem fosse, esse alguém não tinha fé, tinha uma fé fajuta, morta que não podia salvar... A passagem é clara.

A Escritura tem de ser interpretada levando em conta os vários textos que falam sobre o mesmo assunto. Do contrário nos depararemos com ~supostas contradições no texto bíblico.


Citação:
Citação:
A fé genuína no Senhor Jesus Cristo produz FRUTOS! Não há como fugir disso!

Frutos=obras

Logo as Obras são necessárias.

Conclusão: a pergunta do tópico não faz sentido. Já que ambas são necessárias, uma sem a outra não são nada para quem quer ser salvo em termos cristãos.

AO se aceitar a Cristo, Lena, a pessoa se torna uma "nova criatura". Se antes tinha o hábito de certas práticas más, à luz da Escritura, estas são ABANDONADAS, e é isso que demonstra que essa pessoa realmente se "tornou outra". Ou seja, se antes era idólatra, quando aceita a Cristo, deixa de ser, se antes vivia na prostituição, quando aceita a Cristo não recorre mais a prostituição... O Espírito Santo MUDA as pessoas, Lena. E essa transformação realmente existe! Essa é a verdadeira OBRA... Esta que resulta da Fé em Jesus Cristo! Aquela que provém de FÉ!

Citação:
Não se entende porque é que em todos os fóruns esta discussão surge, já que não tem razão de ser a não ser implicar com os católicos que sempre gostaram de ver obra feita - umas boas outras nem tanto, mas sempre é preferível a ficar pelos améns.

Não é uma questão de implicar com católicos, Lena... Estamos num forum de debates, e todos os temas são comentados... Veja que falamos sobre "criação ou evolução" e sobre vários outros temas que não são relativos a fé católica... Podíamos também falar de temas relativos ao meio evangélico, e a outras religiões, sem problema. O interesante é ESCLARECER as questões e analisarmos as opiniões a luz da Escritura...

Citação:
E há outra coisa, as obras passam pela nossa relação com os outros, com o próximo referido por Jesus. Se a pessoa pratica as boas obras o que interessa saber da sua fé? Isso é assunto privado entre ela e Deus.

As boas obras e a justiça de um homem sem Deus são "imundícia" diante do Senhor... O homem tem uma natureza decaída e nada bom pode vir dele. Sò o Sacrifício de Jesus pode "reatar" a comunhão com Deus que o homem perdeu... Sem Jesus, de nada vale ser uma boa pessoa e fazer boas obras. Só são boas obras, aquelas advindas da fé em Jesus Cristo. Esse é o ensinamento bíblico de Jesus e dos apóstolos.

Citação:
Os bons exemplos devem ser seguidos sem fazer pré-julgamentos de ninguém.
As obras são boas quando feitas com o coração, por amor ao próximo.
A questão da salvação é secundária, porque o bom cristão deve fazer o bem sem pensar em prémios. Quem apenas faz o bem com o objectivo de ser premiado no fim não passa de um falso, de um interesseiro, de um cobarde.

QUem, na terra tem um bom coração, por si mesmo? A Escritura diz que não há um justo na terra, sequer... Então, quem tem um bom coração? O próprio Jesus, ao ser chamado de bom, disse:

Mat 19:17
E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos.


É claro que Jesus é Bom, mas Ele respondeu dessa maneira para mostrar que não há um justo sequer... Veja que Jesus não mandou niguem ser "bom", mas guardar Sua Palavra.

Então não há isso de "coração bondoso"... Todos somos maus, pois temos uma natureza decaída. Necessitamos do Sacrifício do calvário para, através da fé em JEsus Cristo, termos nossas boas obras reconhecidas pelo Pai!

Esse é o ensinamento bíblico

Em Cristo

David

_________________________________________________________________________________
"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2



Editado 2 vezes. Última edição em 03/03/2009 12:36 por David_.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: Jorge Gomes (IP registado)
Data: 03 de March de 2009 13:30

Quando falamos de ser salvos falamos do pecado e da sua penalidade, portanto a questão é pertinente porque não há salvação sem Jesus, não há salvação do pecado e da sua penalidade sem Jesus, não há libertação da lei do pecado e da morte sem Jesus, não há perdão dos pecados sem Jesus, não há salvação a não ser pela graça, graça que opera por meio da fé, fé que não vem de nós mesmos é dom de Deus. fé que tem que opera no amor de Deus acima de tudo e ao nosso próximo..

Deixo aqui um texto que acrescenta mais conteúdo importante pra se perceber a importancia da questão:

Nenhum de nós vence o pecado. Sim! Ninguém! E esta é a razão de ser da Cruz de Jesus; pois, caso eu pudesse vencer o pecado por mim mesmo, fosse por minha própria força, autocontrole, santidade pessoal, vontade de ferro, e tudo o mais, ainda assim, jamais o venceria para o “lado de dentro”, no meu ser, no meu caminho interior, pois, eu mesmo sou caído, radicalmente caído; e, por tal razão, não há em mim poder algum que seja suficiente para enfrentar o “pecado que habita em mim”; ou seja: em minha própria natureza.

Jesus morreu por mim e levou minhas culpas e iniqüidades, pois, de outra sorte, nada que eu fizesse me tornaria capaz de enfrentar o pecado; posto o pecado só é vencido na Cruz; e, em mim, ele só é vencido pelo poder do amor de Deus, que é o fator que me “constrange”; e isso quando penso que Ele se fez pecado por mim, para que eu seja feito, Nele, justiça de Deus e graça de Deus na terra, entre os homens; e, antes disso, para mim mesmo, como justificação, alegria e paz no Espírito Santo.

Não lute contra o pecado pela via da justiça própria, pois, assim, você apenas o fortalece em você mesmo. Justiça própria e a jactância da Lei são os principais animadores do pecado na alma que almeja o gosto da transgressão.

O pecado já foi vencido. Jesus o venceu. E o bem de tal vitória de Jesus só é meu quando (pela fé) desisto de todos os processos de auto-justificação; e, sem justiça própria, confio por inteiro no que Jesus fez por mim; e que já está consumado para sempre.

Este é o paradoxo da Graça:

Em Cristo sou livre da condenação do pecado a fim de que salvo de todo juízo; e, por essa razão (grato pela salvação recebida pela Graça), vivo uma vida sem culpa; e sem culpa apenas porque ela já foi tirada, embora eu mesmo ainda a conheça como consciência de transgressão; do contrario, a Graça seria o caminho piedoso para a criação de psicopatas (ou seja: de pessoas sem culpa alguma, do ponto de vista do reconhecimento psicológico da transgressão como dor quando ela é real).

Todavia, se creio no que “Está Feito”, então, pela fé, descanso; e, por tal descanso e entrega, os poderes e pulsões do pecado se aquietam em mim; pois, já não existe em mim a disposição de vencê-lo por meios próprios, e, dessa forma, não tendo onde pegar em nós, o pecado vai murchando... Embora, creia, ele nunca desista; até o fim.

Agora, descanse na Graça; e ande no amor de Deus, pois, no amor de Deus não há transgressão e nem tampouco se caminha como quem carrega um peso; pois, Jesus disse que “o jugo é suave e o fardo é leve”. E mais: se não for assim, então, também saiba: não será o Evangelho aquilo que você vier a chamar de evangelho.

Nele, que já nos livrou da Lei do pecado e da morte,

Caio Fabio



Editado 1 vezes. Última edição em 03/03/2009 13:32 por Jorge Gomes.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: paroled'amore (IP registado)
Data: 04 de March de 2009 11:51

a paz de JESUS e o amor de Maria estejam conosco.

sobre este tema, que alias gera diversidades, quer quira, quer não, fico com as obras, somente ter crer que JESUS existe não nos salva, ter fé até os demonios tem, e tremem de medo, como vemos em tiago, que alias para mim junto com corintios 13,são o hino da caridade,ou amor.
vejamos agora:
Tiago 2, Versículos: 17 a 26

“17 Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.
18 Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem {ou pelas tuas obras} as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.
19 Tu crês que há um só Deus? Fazes bem; também os demônios o crêem e estremecem.
20 Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta?
21 Porventura Abraão, o nosso pai, não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque?
22 Bem vês que a fé cooperou com as suas obras e que, pelas obras, a fé foi aperfeiçoada,
23 e cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus.
24 Vedes, então, que o homem é justificado pelas obras e não somente pela fé.
25 E de igual modo Raabe, a meretriz, não foi também justificada pelas obras, quando recolheu os emissários e os despediu por outro caminho?
26 Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.”
Corintios 13
1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine.
13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.


Obs.: Atentem no post abaixo, ou seguinte <A verdadeira religião de Deus>, qual os seus dois principais e únicos fundamemtos e tirem as vossas próprias conclusões sobre quais as obras a que se refere a palavra acima para a validação da fé.

Fiquem na Paz!

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: izaias (IP registado)
Data: 04 de March de 2009 12:15

A Graça e Paz de Jesus,

oi paroled'amore, só uma observação, primeiro abraão teve fé em Deus, por esta fé em Deus, movido pela certeza que o Deus que sempre esteve presente em sua vida nunca o desampararia, abraão efetuou a "obra".

ou seja, primeiro abrãao teve fé, para só então efetuar obras. logo, a fé em Deus antecede as obras. fé sem obras é morta, mas, antes das obras tem que haver fé.

A salvação segue o mesmo princípio, primeiro temos que ter fé, confessar a Jesus Cristo com Senhor e Salvador, depois vem as obras.

Veja o que diz Paulo em Romanos:
Romanos, 10
1.Irmãos, o desejo do meu coração e a súplica que dirijo a Deus por eles são para que se salvem.
2.Pois lhes dou testemunho de que têm zelo por Deus, mas um zelo sem discernimento.
3.Desconhecendo a justiça de Deus e procurando estabelecer a sua própria justiça, não se sujeitaram à justiça de Deus.
4.Porque Cristo é o fim da lei, para justificar todo aquele que crê.
5.Ora, Moisés escreve da justiça que vem da lei: O homem que a praticar viverá por ela (Lv 18,5).
6.Mas a justiça que vem da fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu? Isto é, para trazer do alto o Cristo;
7.ou: Quem descerá ao abismo? Isto é, para fazer voltar Cristo dentre os mortos.
8.Que diz ela, afinal? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração (Dt 30,14). Essa é a palavra da fé, que pregamos.
9.Portanto, se com tua boca confessares que Jesus é o Senhor, e se em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
10.É crendo de coração que se obtém a justiça, e é professando com palavras que se chega à salvação.
11.A Escritura diz: Todo o que nele crer não será confundido (Is 28,16).
12.Pois não há distinção entre judeu e grego, porque todos têm um mesmo Senhor, rico para com todos os que o invocam,
13.porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo (Jl 3,5).
14.Porém, como invocarão aquele em quem não têm fé? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão falar, se não houver quem pregue?
15.E como pregarão, se não forem enviados, como está escrito: Quão formosos são os pés daqueles que anunciam as boas novas (Is 52,7)?
16.Mas não são todos que prestaram ouvido à boa nova. É o que exclama Isaías: Senhor, quem acreditou na nossa pregação (Is 53,1)?
17.Logo, a fé provém da pregação e a pregação se exerce em razão da palavra de Cristo.
18.Pergunto, agora: Acaso não ouviram? Claro que sim! Por toda a terra correu a sua voz, e até os confins do mundo foram as suas palavras (Sl 18,5).
19.E pergunto ainda: Acaso Israel não o compreendeu? Já Moisés lhes havia dito: Eu vos despertarei ciúmes com um povo que não merece este nome; provocar-vos-ei a ira contra uma nação insensata (Dt 32,21).
20.E Isaías se abalança a dizer: Fui achado pelos que não me buscavam; manifestei-me aos que não perguntavam por mim (Is 65,1).
21.Ao passo que a respeito de Israel ele diz: Todo o dia estendi as minhas mãos a um povo desobediente e teimoso (Is 65,2).

que Deus nos abençoe!

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: vitor* (IP registado)
Data: 04 de March de 2009 14:39

As obras só tem valor para a salvação se forem fruto da nossa fé. Nem toda a obra é elegível para a salvação. Paulo numa das usa cartas aos corintios alerta este povo que era muito dotado e que queria fazer muitas coisas, de que eles podem estar a querer fazer muitas coisas não para Deus, mas para eles próprios, para se autopromoverem. Por isso, tal como uma planta que não cresce sem raiz, não existe obras que salvem sem que haja primeiro fé. As obras que salvam tem a sua raíz na fé. Também senão há obras, a planta não sai da sua raíz e morre.
Nós cristãos ofereçamos o fruto do nossa fé a Cristo para que Ele santifique as nossas obras.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: Jorge Gomes (IP registado)
Data: 04 de March de 2009 15:10

Ora nem mais...

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: David_ (IP registado)
Data: 04 de March de 2009 18:31

Amém, Izaías e Vitor... É isso mesmo!


EM Cristo

David

_________________________________________________________________________________
"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2



Editado 1 vezes. Última edição em 04/03/2009 18:31 por David_.

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: s7v7n (IP registado)
Data: 05 de March de 2009 01:50

David, então andamos com interpretações? Se a bíblia diz que é pela fé que nos salvamos então é isso. Mas se a bíblia diz que não é apenas pela fé que nos salvamos, então conclui-se que está tudo errado. Sim, porque temos que a ler sem interpretações. É o que está lá escrito.

Boa técnica para julgares automáticamente todos menos os protestantes. Todos vão para o inferno menos os protestantes. Senão vejamos, os ateus são uns infieis que não te quiseram escutar, os budistas adoram estátuas, os católicos também, os muculmanos também seguem outras praticas. Lol, só sobram os protestantes santinhos. Boa mas não pega. Vai julgar outro. Afinal de contas parece que o protestantismo não ensina a Palavra de Deus mas sim como julgar os outros irracionalmente...

"Ama e faz o que quiseres" - Santo Agostinho

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?
Escrito por: rachel moura (IP registado)
Data: 05 de March de 2009 02:52

Na biblia qdo se fala de fé pode ser por dois sentidos: 1- aceitação das verdades reveladas e 2- confiança em Deus, cumpridor de suas promessas.

Temos as seguintes referencias sobre a fé

1- deve ser viva e operar pela caridade: Mt 9,2; Jo 1,12; 3, 14s; 7,38, Rom 1,8; Gal 3, 8-11; Heb 11,6...

2- a fé sem obras é morta para o cristao: Tg 2, 14-16

3- a fé é um dom de Deus: Jo 6,35.40.47; Ef 1, 15-19; 2,8; Col 1,23

4- é um escudo contra as tentações: Ef 6, 16; IPe 5,9; I Jo 5, 3ss

5- A Igreja é a unica depositária da verdadeira fé: Mt 16, 16-19; 18,17s; 28,20; Mc 16,15; Lc 22,31s; Jo 21,15ss; Icor 1,10; ITim 6,20s

Isso posto, a discussao se a salvação é pela fé ou pelas obras, a meu ver nao deve ser feita pelos cristao. Porque os textos que falam sobre isso, nao sao antagonicos, mas, na verdade, um complementam o outro embora, a primeira vista TIago pareça contradizer Sao Paulo

Paulo diz que "o homem é justificado pela fé e nao pelas obras da lei" em Rom 3,28 e Gal 2,16.

Tiago diz: "o homem é justificado pela obras e nao pela fé somente".

A fé de Sao Paulo é a fé concreta, a fé que age, a fé que recebe de caridade seu impulso e sua forma. A fé em tiago é um simples assentimento da inteligencia, comparável ao assentimento que os demonios prestam às verdades por eles conhecidas. é evidente que este ato puramente intelectual nao pode influir na justificação do homem. as obras de que fala Sao Paulo sao as que precedem a fé e a justiça. as obras de Tiagosao as que seguem a fé e a justiça, pois ele se dirige a cristao já na posse da vida sobrenatural. sao Paula fala da justiça primeira, isto é, a passagem do estado de pecado ao estado de santidade, como objetomesmo da policam e as explicacoes reiteradas do apostolo mostram abundantemente.

já a justiça de Tiago é a justica segundo, isto é, o crescimento da justica é o desenvolvimento regular da vida crsita.

sao paulo se coloca antes da justificação do homem, Sao Tiago depois. O primeiro fala da fé viva, o segundo da fé que pode ser morta, que é inativa. Um declara ao infiel que sem a fé ele nao pode alcançar a justificação, o outro ensina ao cristao que deve colocar sua conduta em acordo com a fé, porque a fé sozinha de nada lhe basta.

Entao, se já somos cristãos, se já aceitamos a Cristo como nosso Deus e salvador, para nós, a fé precisa ter obras, pq para nós, apenas ela sozinha nao basta.

Ir para a página: 1234567891011...ÚltimaPróximo
Página actual: 1 de 15


Desculpe, apenas utilizadores registados podem escrever mensagens neste fórum.
Por favor, introduza a sua identificação no Fórum aqui.
Se ainda não se registou, visite a página de Registo.

Nota: As participações do Fórum de Discussão são da exclusiva responsabilidade dos seus autores, pelo que o Paroquias.org não se responsabiliza pelo seu conteúdo, nem por este estar ou não de acordo com a Doutrina e Tradição da Igreja Católica.