Fóruns Paroquias.org
paroquias.org

  A participação no Fórum Paroquias.org está condicionada à aceitação das Regras de Funcionamento.
Fóruns Paroquias.org : Bíblia

 

Ir para tópico de discussão: AnteriorPróximo
Ir para: Lista de fórunsLista de mensagensNovo tópicoPesquisarEntrar
Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: M. Martins (IP registado)
Data: 11 de April de 2011 14:44

Jo. 17, 6. 26

Boa tarde. Há uns dias deparei-me com uma diferença entre traduções nos versículos acima.

Na Bíblia dos “Capuchinhos” a tradução é a seguinte:

6 Dei-te a conhecer aos homens que, do meio do mundo, me deste. Eles eram teus e Tu mos entregaste e têm guardado a tua palavra.

26 Eu dei-lhes a conhecer quem Tu és e continuarei a dar-te a conhecer, a fim de que o amor que me tiveste esteja neles e Eu esteja neles também.»

Na Ferreira de Almeida e em todas as outras que eu consultei, (inclusive Católicas e mesmo a Novo mundo), todas andam à volta do seguinte:

6 "Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra."

26 E eu lhes fiz conhecer o teu nome e lho farei conhecer mais, para que o amor com que me tens amado esteja neles, e eu neles esteja.

Entre “Dei-Te a conhecer” e “Manifestei o teu nome” há um mundo de diferenças.

Lembro-me da tradução dos “Capuchinhos” na parte de Pai-nosso, Mt. 6, 9:

9 «Rezai, pois, assim:
‘Pai nosso, que estás no Céu,
santificado seja o teu nome,

Pela mesma ordem de ideias e seguindo a mesma lógica, dever-se-ia ter traduzido por:

‘Pai nosso, que estás no Céu,
santificado sejas Tu.

A questão que se coloca é: Será que a tradução dos Capuchinhos não terá sido demasiado “livre” nestes versículos?

Será que se pode considerar isto uma “alteração” à Palavra de Deus?

Será que esta tradução não indicia que se tenha noutras passagens seguido critérios semelhantes tornando menos fiável a tradução dos Capuchinhos?

Note-se que até consultei duas edições em “linguagem de hoje” que mantém o termo “nome” na tradução. Só a dos Capuchinhos é diferente nestas passagens. (Que eu conheça).
Note-se também que eu até gosto da tradução dos Capuchinhos, e cheguei a fazer uma formação com o Doutor Herculano Alves, onde ele aconselhava a bíblia da Difusora Bíblica em detrimento de outras traduções. Pena que na altura eu ainda não me tivesse dado conta deste pormenor de tradução.

Se alguém me souber adiantar alguma informação sobre este tema ficarei grato.

M. Martins.

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: Rui Vieira (IP registado)
Data: 12 de April de 2011 12:07

A tradução literal é "manifestei o teu Nome".

Mas não creio que haja liberalidade excessiva, pois manifestar o Nome de Deus é, sem duvida, dá-Lo a conhecer, pois o Nome de Deus é Ser Ele mesmo, em Si, que, em Jesus, se torna Pai.

Mas... (há sempre um mas)
o tema do "Nome" é um assunto biblico, e se João recorre a ele, ele tem presente toda a temática do "Nome" ao longo do AT, relido agora em Cristo.
A omissão, em Jo 17,6, do "Nome", no fundo, e sem falsificar a mensagem e o sentido, acaba redundando num certo empobrecimento do sentido mais pleno, maior, do texto.

É que, na substituição da expressão "manifestei o teu Nome", por "Dei-te a conhecer", já não fica tão fanifesta a ideia do Cristo como novo Moisés que, como o antigo Moisés, dá a conhecer o Nome de Deus (Ex 3,14-15).

A Biblia dos Capuchinhos é boa, mas não tão boa que possa ser usada para quem pretende uma leitura mais exegética. Para isso, recomendo sempre a unica, irrepetivel, Biblia de Jerusalém.

Um pequeno aparte: em quase todas as traduções, se usa a expressão "Reino de Deus".
É correto, mà non tropo, não muito, pois o mais correto é "Reinado, Realeza, Soberania", justamente porque 2reino" remete para a a ideia de teocracia, Estado politico; remete mais para a ideia judaica do Messias politico esperado pelos judeus. Ora, a Soberania, o reinado de Deus é bem diferente.



Editado 1 vezes. Última edição em 12/04/2011 12:08 por Rui Vieira.

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: David_ (IP registado)
Data: 12 de April de 2011 14:45

Graça e PAz


A tradução das escrituras, da sua língua original, deve seguir o mais literal possível, daquilo que foi escrito pelos escritores bíblicos.

Assim, a tradução mais literal possível, de JOão 17:6, seria:

João 17:6
Manifestei/Revelei o teu nome aos homens, que do mundo me destes. Eram teus e os destes a mim, e eles tem guardado a tua palavra.


Quanto a MAteus 6:9-10a, a passagem ficaria:

Mateus 6:9-10a
Assim pois orai assim: Pai nosso que estás nos céus, seja santificado o teu nome


A palavra grega, traduzida por "nome" é "onoma", que realmente significa "nome". Assim, substituir a palavra "nome" por "tu", não traduziria aquilo escrito pelo apóstolo.

Em Cristo

David

_________________________________________________________________________________
"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: M. Martins (IP registado)
Data: 12 de April de 2011 16:24

Obrigado Rui.

Realmente tenho-me apercebido de que, apesar de todas as virtudes da Bíblia dos Capuchinhos, é realmente na Bíblia de Jerusalém que podem ser encontradas as expressões mais exactas, sendo a tradução indicada para quem é mais preciosista em termos literais e exegéticos.

Obrigado David.

Pela referência à expressão original e à sua tradução para a nossa lingua.

M. Martins



Editado 1 vezes. Última edição em 12/04/2011 16:25 por M. Martins.

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: David_ (IP registado)
Data: 12 de April de 2011 20:04

Olá MArtins


Uma outra passagem, muito corrompida em algumas traduções, é a de João 2:4. Algumas traduções católicas assim descrevem essa passagem:

João 2:4
Jesus lhe respondeu: “ Mulher, que é isso, para mim e para ti? A minha hora ainda não chegou”.

Bíblia da CNBB - Fonte: [www.bibliacatolica.com.br]


João 2:4
4. Respondeu-lhe Jesus: Mulher, isso compete a nós? Minha hora ainda não chegou.

Tradução AVE MARIA - Fonte: [www.bibliacatolica.com.br]

João 2:4
Jesus respondeu-lhe: « Mulher, que tem isso a ver contigo e comigo? Ainda não chegou a minha hora.»

FONTE: [www.paroquias.org]

João 2:4
Jesus respondeu: « Mulher, que existe entre nós? A minha hora ainda não chegou».

Bíblia Sagrada - FOnte: [www.bibliacatolica.com.br]

João 2:4
Jesús le responde: «¿ Qué tengo yo contigo, mujer? Todavía no ha llegado mi hora.»

A Bíblia de Jerusalem - FOnte: [www.bibliacatolica.com.br]


Joa 2:4
Respondeu-lhes Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.

Almeida, Revista e Atualizada - Fonte: [www.chamada.com.br]


PErcebemos grandes diferenças nesse texto, como a utilizada na versão "ave Maria", que traduz "isso compete a nós?", como que querendo insinuar algo a mais, para o leitor! Chega a ser absurda, essa tradução da "ave Maria. As duas últimas versões, a utilizada pela "A Bíblia de Jerusalem" e a "Almeida, Revista e Atualizada" são as mais próximas daquilo que o escritor bíblico realmente escreveu!

Em Cristo


David

_________________________________________________________________________________
"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2



Editado 2 vezes. Última edição em 12/04/2011 20:15 por David_.

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: M. Martins (IP registado)
Data: 12 de April de 2011 21:34

David:

A Bíblia de Jerusalém que possuo tem:

"Que queres de mim, mulher?"


Na nota de rodapé diz: "Literalmente: Que há entre mim e ti?"

M.Martins

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: David_ (IP registado)
Data: 12 de April de 2011 23:39

Citação:
M. Martins
David:
A Bíblia de Jerusalém que possuo tem:

"Que queres de mim, mulher?"


Na nota de rodapé diz: "Literalmente: Que há entre mim e ti?"

M.Martins


Olá MArtins, Paz do Senhor Jesus


A tradução "que há entre mim e ti", também é aceitável! Entretanto a forma "que tenho eu contigo" não era depreciativa, nem desrespeitosa, e era usada entre os judeus.

1Re 17:18 - Então ela disse a Elias: Que tenho eu contigo, homem de Deus?

2Re 3:13 - Mas Eliseu disse ao rei de Israel: Que tenho eu contigo?

2Cr 35:21 - Então ele lhe mandou mensageiros, dizendo: Que tenho eu contigo, rei de Judá



Até mesmo a Tradução Novo Mundo das Escrituras, das TJs, traduzem:

João 2:4
4 Mas Jesus disse-lhe: “Que tenho eu que ver contigo, mulher? Minha hora não chegou ainda.”

FONTE [www.watchtower.org]


Que o Senhor nos Abençoe


David

_________________________________________________________________________________
"Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Salmo 9:2



Editado 3 vezes. Última edição em 12/04/2011 23:55 por David_.

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: Rui Vieira (IP registado)
Data: 13 de April de 2011 14:36

A tradução "que há entre mim e ti" também podia ser usada como desconsideração pela pessoa, ou então exprimir a opinião de que determinada intervenção era inoportuna, inconveniente.

Só o contexto pode esclarecer o sentido.

Em Jo 2,4, se trata da segunda.

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: firefox (IP registado)
Data: 14 de April de 2011 04:44

Citação:
David_
PErcebemos grandes diferenças nesse texto, como a utilizada na versão "ave Maria", que traduz "isso compete a nós?", como que querendo insinuar algo a mais, para o leitor!

Parece que o único querendo insinuar alguma coisa é você.

Citação:
David_
Chega a ser absurda, essa tradução da "ave Maria. As duas últimas versões, a utilizada pela "A Bíblia de Jerusalem" e a "Almeida, Revista e Atualizada" são as mais próximas daquilo que o escritor bíblico realmente escreveu

A tradução da Ave Maria na passagem referida nada tem de absurdo, e a bem da verdade se aproxima-se bastante do sentido da expressão, embora não seja a minha tradução preferida. De fato, todas as traduções que apresentou são aceitáveis de alguma forma, algumas dando preferencia para a tradução literal e outras para a tradução semântica.

O sentido da passagem não foi de repreensão, foi um convite para que Maria não se metesse naquele assunto. A mostra que não houve nenhum desrespeito nem repreensão foi que por fim Jesus atendeu ao pedido. Quanto a pergunta "isso compete a nós?", a tradução da Ave MAria deixou o sentido claro para o leitor, pelo que não considero uma má tradução.

[]s

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: eleito (IP registado)
Data: 20 de January de 2012 00:36

Bom dia...

Existem muitas traduções, algumas parecem mudar completamente certos textos, no entanto na meioria o sentido mantem-se.
Algumas chegam ao extremos de acrescentar ou excluir versículos.

No caso que expos aqui o sentido mantem-se pois o nome é a pessoa.

Re: Tradução de João 17, 6. 26
Escrito por: Rui Vieira (IP registado)
Data: 20 de January de 2012 11:41

Citação:
Algumas chegam ao extremos de acrescentar ou excluir versículos.

Se algumas acrescentam ou suprimem versículos, tal se deve às vicissitudes dos manuscritos antigos.
Mas quando isso acontece, segue uma notas em rodapé a dar conta da ocorrencia.

Mas pior do que esse extremo, é o extremo do seu cinismo, que não sente pudor nenhum em negar a canonicidade de um livro do Novo Testamento, mas sente pudor por um ou outro versiculo que lança duvidas aos tradutores....
Entenda-se uma coisa destas....
Eu não entendo.



Desculpe, apenas utilizadores registados podem escrever mensagens neste fórum.
Por favor, introduza a sua identificação no Fórum aqui.
Se ainda não se registou, visite a página de Registo.

Nota: As participações do Fórum de Discussão são da exclusiva responsabilidade dos seus autores, pelo que o Paroquias.org não se responsabiliza pelo seu conteúdo, nem por este estar ou não de acordo com a Doutrina e Tradição da Igreja Católica.