Capela Sto Isidoro
Página Principal Paroquias.org

  Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014 - QUINTA-FEIRA da semana XXIX    Orações Terço Via-Sacra Via Lucis

17.6 Perdoai-nos as nossas ofensas

A quinta petição do Pai Nosso consta de duas partes: uma súplica e uma promessa.

  • A súplica "Perdoai-nos as nossas ofensas" é uma oração comum a todos os homens pois não existe um só que não tenha cometido faltas. Ofendemos a Deus quando não respeitamos a sua Palavra, quando não nos preocupamos com a sua vontade. Quando pensamos que poderíamos viver sem Ele e contra Ele. Quando construímos o nosso próprio reino.
    Tornamo-nos culpados quando não confiamos n'Aquele que nos dá o seu Filho amado, Jesus Cristo, que Se fez homem, a fim de chegarmos a Deus. Jesus é para todos e para sempre o penhor do amor e da ternura do Pai pelos homens. Ele, que conhece o Pai como ninguém, diz-nos como Deus perdoa. Tornamo-nos culpados com o nosso próximo quando não partilhamos o nosso pão, quando não vivemos uns para os outros, mas uns contra os outros. Quando nos ofendemos mutuamente, nos rebaixamos uns aos outros, quando mentimos.

  • A promessa "assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido", está em consonância com a petição e vai ao encontro do nosso ser natural. Saber sofrer a injustiça é bem mais difícil do que cometê-la. Aquele que é ultrajado, traído, enganado ou explorado, pensa na vingança: Hás-de mas pagar! Hei-de pagar-te com a mesma moeda! Hás-de saber quem eu sou! Não te perdoarei nunca! Já não te conheço... Nesse momento, os amigos passam a inimigos, os íntimos a estranhos.

Todos nós ficamos presos numa engrenagem de injustiça e de culpabilidade, se pensarmos que a vingança é a única reacção possível à injustiça recebida. Jesus mostra-nos que é possível romper essa engrenagem: podemos fazer com que o amor seja mais forte que a ofensa e a ira; podemos dialogar com aquele que cometeu uma injustiça connosco, podemos dar-lhe uma oportunidade e também a nós próprios.

 


Jesus diz-nos como o perdão é importante: Portanto, se ao levares a tua oferenda ao altar, aí te lembrares que o teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa aí a tua oferenda diante do altar e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão; depois volta para apresentar então a tua oferenda.

EVANGELHO SEGUNDO SÃO MATEUS 5,23-24
 

  • Perdoa as nossas ofensas,
    como nós perdoamos a quem nos ofende.
    Vem ao nosso encontro
    como nós vamos ao encontro dos outros.
    Dá-nos a mão,
    como nós damos a mão uns aos outros.
    Não contes as nossas faltas
    como nós não contamos as dos outros.
    Tem paciência connosco
    como nós a temos também com os outros.
    Dá-nos ainda uma oportunidade
    como nós a damos também aos outros.
    Não nos deixes cair em tentação
    como nós nos apoiamos uns aos outros.
    Livra-nos do mal
    para que todos juntos possamos louvar-Te.

Não podemos dizer sinceramente a oração que Jesus nos ensinou, enquanto cada um de nós não perdoar ao outro, de todo o coração.



<< Anterior
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
Seguinte >>
Não nos deixeis cair em tentação


Esta semana
  Dom, 19 Outubro
DOMINGO XXIX DO TEMPO COMUM
  Seg, 20 Outubro
  Ter, 21 Outubro
  Qua, 22 Outubro
  Qui, 23 Outubro
  Sex, 24 Outubro
  Sáb, 25 Outubro
  Dom, 26 Outubro
DOMINGO XXX DO TEMPO COMUM

Clique na data para ler a Liturgia do respectivo dia.


Liturgia de hoje
Leitura I:
Ef 3, 14-21
Salmo:
Salmo 32 (33), 1 e 3.4-5.11-12.18-19 (R. 5b)
Evangelho:
Lc 12, 49-53
Liturgia das Horas:
Quita-feira I
Terço do Rosário:
Mistérios Luminosos

 

   


© 1999-2014 Paroquias.org