Capela Sto Isidoro
Página Principal Paroquias.org
Inteligência Espiritual

  Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017    Orações Terço Via-Sacra Via Lucis

10.1 No começo era o Espírito Santo

Os cristãos perguntam: quando, onde e como começou a igreja? A resposta é nos dada na "história da fundação" que São Lucas nos relata nos Actos dos Apóstolos:

Começou em Jerusalém, a cidade da morte e da ressurreição de Jesus. Os apóstolos e os discípulos de Jesus encontravam-se reunidos numa casa. Maria, a Mãe de Jesus, estava presente, assim como outras mulheres. Esperavam o Paráclito que Jesus tinha prometido e oravam juntos. E aconteceu que, cinquenta dias depois, o sopro do Espírito de Deus desceu do céu sobre eles como um vendaval, encheu a casa e acendeu uma chama nos corações. Já não sentem medo dos que perseguiram e condenaram Jesus. Os discípulos ficaram repletos de entusiasmo. Não podiam ficar fechados por mais tempo, tinham de sair para anunciar a Boa Nova.

Diante da casa reunira-se uma multidão de gente vinda de todos os cantos do mundo, que tinha sentido o poderoso sopro do Espírito. Contagiados pelo entusiasmo dos apóstolos, ouviam o que estes testemunhavam acerca de Jesus, o Filho de Deus, e cada um ouvia a mensagem na sua própria língua.

As pessoas nas quais vive o Espírito de Jesus, compreendem-se umas às outras, mesmo que não falem a mesma língua. Não se sentem estranhas entre si, qualquer que seja a sua nação ou raça.

Nesse mesmo dia de Pentecostes, São Pedro, o primeiro dos apóstolos, pronuncia o discurso que inaugura a missão em favor de Cristo. A sua pregação foi tão convincente que todos os que o escutavam sentiram-se tocados no coração. Nesse dia - diz-nos São Lucas - vários milhares de pessoas abraçaram a fé, receberam o Baptismo e entraram na comunidade de Jesus Cristo: irmãos e irmãs, a Igreja de Cristo.

Todos eram assíduos ao ensinamento dos Apóstolos e à fracção do pão. Mantinham-se fiéis à comunhão fraterna e davam a cada um segundo a sua necessidade.

 


Dizemos São Pedro e pensamos no Papa que dirige a Igreja como seu sucessor.
Dizemos São Paulo ou São Tiago e pensamos em todos os que transmitem o Evangelho.
Dizemos São Bernardo ou Santa Teresa e pensamos em todos os que consagram a sua vida a Deus.
Dizemos Santa Clara ou São Francisco e pensamos em todos os que são pobres com os pobres.
Dizemos São Martinho ou Santa Isabel e pensamos em todos os que partilham.
Dizemos São Vicente de Paula e pensamos em todos os que vivem para os outros.
Dizemos São Maximiliano Kolbe e pensamos em todos os que dão a vida pelos irmãos.
Dizemos Santa Joana D'Arc ou o bispo Romero e pensamos em todos os que são vítimas da violência.
Dizemos "cristãos" e pensamos em todos os que são vivificados pelo Espírito.
 

Igreja: É assim que designamos as nossas casas de oração, a paróquia, a comunidade de todos os fiéis no seu conjunto. A Igreja é regida pelo Papa, sucessor do apóstolo São Pedro, e pelos bispos, sucessores dos Apóstolos. Originalmente, "Igreja" significa "aqueles que pertencem ao Senhor": nome das assembleias do povo convocadas por Deus.

Quinquagésimo dia (Pentecostes): O dia em que a comunidade judaica celebra o memorial da aliança concluída por Deus com o seu povo no Monte Sinai. A Igreja celebra este dia como o Pentecostes, ou seja, a efusão do Espírito Santo sobre a Igreja primitiva de Jerusalém, por ocasião das festas judaicas, cinquenta dias depois da Páscoa.



<< Anterior
A Santa Igreja Católica
Seguinte >>
A Igreja: una, santa, católica e apostólica


Esta semana
Clique na data para ler a Liturgia do respectivo dia.


Liturgia de hoje
Leitura I:

Salmo:

Evangelho:

Liturgia das Horas:

Terço do Rosário:


 

   


© 1999-2017 Paroquias.org