Índice · Ler a Bíblia · Pesquisa Avançada · Ajuda
     
 
Inteligência Espiritual
 

Judite 1


I. ANTECEDENTES DO CERCO A BETÚLIA
(1,1 - 6,21)


1 Guerra entre Nabucodonosor e Arfaxad - 1*Decorria o décimo segundo ano do reinado de Nabucodonosor, que reinou sobre os Assírios em Nínive, a grande cidade, nos dias de Arfaxad, que reinou sobre os Medos em Ecbátana, 2quando este construiu à volta da cidade uma muralha de pedra lavrada, com pedras de três côvados de espessura e seis côvados de largura e as muralhas com setenta côvados de altura e cinquenta côvados de espessura; 3construiu, às portas da cidade, muralhas de cem côvados de altura e sessenta côvados de largura ao nível das fundações. 4*Fez também as portas da cidade, com setenta côvados de altura e quarenta côvados de largura, para que os seus exércitos pudessem sair em força e a sua infantaria pudesse avançar com suas fileiras.
5*Naqueles dias, o rei Nabucodonosor combateu contra o rei Arfaxad, na grande planície que fica nos arredores de Ragau. 6A ele juntaram-se todos os habitantes das colinas e todos os que habitavam ao longo do Eufrates, do Tigre e do Hidaspes e na planície de Arioc, rei de Elimaida. Muitas outras nações se juntaram às forças dos Caldeus.
7*Então, Nabucodonosor, rei dos Assírios, enviou instruções a todos os que viviam na Pérsia e a todos os que viviam no Ocidente, aos que viviam na Cilícia, em Damasco, no Líbano e no Anti-Líbano e a todos os que viviam nas regiões costeiras; 8aos que viviam entre as nações do Carmelo, de Guilead, da alta Galileia e da grande planície de Esdrelon, 9*e a todos os que estavam na Samaria e nas suas cidades, e para lá do Jordão até Jerusalém, Batane, Quelus, Cadés e ao rio do Egipto, Tapanés e Ramesés e toda a terra de Góchen, 10mesmo para além de Tânis e Mênfis e todos os que viviam no Egipto até às fronteiras da Etiópia.
11Contudo, todos aqueles que viviam em toda aquela região desobedeceram às ordens de Nabucodonosor, rei dos Assírios, e recusaram juntar-se a ele na guerra, porque não tinham medo dele e o viam como um simples homem. Por isso, reenviaram os seus mensageiros com as mãos vazias e envergonhados. 12Então, Nabucodonosor ficou cheio de cólera contra toda esta região e jurou vingar-se, pelo seu trono e pelo seu reino, de todo o território da Cilícia, de Damasco e da Síria, matando-os à espada, bem como a todos os habitantes da terra de Moab, o povo de Amon, da Judeia e de todos os do Egipto até à região costeira dos dois mares.
13No décimo sétimo ano, levou o seu exército contra o rei Arfaxad, venceu-o na batalha e derrotou todo o seu exército, bem como toda a sua cavalaria e os seus carros de combate. 14Assim se apoderou de todas as suas cidades e chegou até Ecbátana, capturou as suas torres, saqueou os seus mercados e transformou a sua beleza em vergonha. 15Capturou Arfaxad nas montanhas de Ragau, feriu-o com as armas da caça e destruiu-o, até aos dias de hoje. 16Depois, regressou a Nínive, ele e todas as suas forças, um grande corpo de tropas, e aí descansaram e celebraram a vitória durante cento e vinte dias.

 

ESTA PÁGINA ENCONTRA-SE EM TESTE!
Caso detecte alguma incorrecção, POR FAVOR, informe-nos.

 

© DIFUSORA BÍBLICA - Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução, total ou parcial,
do texto ou das ilustrações, sem autorização, por escrito, da Editora.