Índice · Ler a Bíblia · Pesquisa Avançada · Ajuda
     
 
Inteligência Espiritual
 

Baruc 1


INTRODUÇÃO HISTÓRICA (1,1-14)

1 1*Texto do livro que escreveu, na Babilónia, Baruc, filho de Néria, filho de Masseias, filho de Sedecias, filho de Hasadias, filho de Hilquias, 2no sétimo dia do quinto mês, no ano quinto, a partir da data em que os caldeus tomaram Jerusalém e a incendiaram.
3*Baruc leu as palavras deste livro na presença de Jeconias, filho de Joaquim, rei de Judá, e de todo o povo que acorreu a ouvir a leitura do livro: 4os nobres, os príncipes, os anciãos e todos os que residiam na Babilónia nas margens do rio Sud, desde o mais pequeno até ao maior. 5Ao ouvi-lo, choraram, jejuaram e oraram na presença do Senhor.
6*Em seguida, fizeram uma colecta, conforme as posses da cada um, 7e enviaram-na a Jerusalém, ao sacerdote Joaquim, filho de Hilquias, filho de Salom, assim como aos outros sacerdotes e a todo o povo que tinha ficado com ele em Jerusalém.
8No décimo dia do mês de Sivan, Baruc recuperou os utensílios da Casa do Senhor, que tinham sido roubados do templo, a fim de os devolver à terra de Judá. Eram objectos de prata que Sedecias, filho de Josias, rei de Judá, tinha mandado fazer, 9depois que Nabucodonosor, rei de Babilónia, deportou de Jerusalém para a Babilónia, Jeconias, juntamente com os príncipes, os artesãos, os chefes e a gente simples da terra.
10A carta dizia: «Aí vos mandamos dinheiro a fim de comprardes com ele vítimas para os holocaustos e sacrifícios expiatórios, e incenso para que façais oblações e as ofereçais no altar do Senhor, nosso Deus, 11*rezando pela saúde de Nabucodonosor, rei de Babilónia, e pela vida de seu filho Baltasar, para que os seus dias sobre a terra sejam como os dias do céu, 12e para que o Senhor nos dê força e ilumine os nossos olhos a fim de podermos viver à sombra de Nabucodonosor, rei de Babilónia, e do seu filho Baltasar, e os sirvamos por muitos dias e gozemos dos seus favores. 13Orai também ao Senhor, nosso Deus, por nós, porque pecámos contra Ele e a cólera do Senhor e o seu furor não se apartou de nós até hoje. 14Tomai conhecimento deste livro que vos enviamos para ser lido publicamente no templo do Senhor em dia de festa e nos dias oportunos.»

I. CONFISSÃO DOS PECADOS
(1,15-3,8; ver Esd 9,5-15; Ne 9,6-37; Sl 50-51; Jr 3,22-25; Dn 9,4-19)


Liturgia penitencial - 15«Eis o que direis:
«Para o Senhor nosso Deus, a justiça; para nós, porém, a vergonha, estampada no rosto, como acontece hoje para os homens de Judá e os habitantes de Jerusalém,
16para os nossos reis e príncipes, os sacerdotes, os profetas e os nossos antepassados, 17porque pecámos contra o Senhor. 18Desobedecemos ao Senhor nosso Deus, não ouvimos a sua voz nem seguimos os mandamentos que Ele nos deu. 19Desde o dia em que o Senhor tirou os nossos pais da terra do Egipto até hoje, temos desobedecido ao Senhor, nosso Deus e, na nossa leviandade, recusámos ouvir a sua voz. 20Por isso, agora, persegue-nos o infortúnio e a maldição que o Senhor predissera pela boca de Moisés, seu servo, quando tirou os nossos pais da terra do Egipto, a fim de nos dar uma terra onde mana leite e mel. 21Nós, porém, não escutámos a voz do Senhor, nosso Deus, conforme a palavra dos profetas, que Ele nos enviou. 22Cada um de nós, andou segundo as inclinações do seu mau coração, servindo deuses estrangeiros e praticando o mal aos olhos do Senhor, nosso Deus».

 

ESTA PÁGINA ENCONTRA-SE EM TESTE!
Caso detecte alguma incorrecção, POR FAVOR, informe-nos.

 

© DIFUSORA BÍBLICA - Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução, total ou parcial,
do texto ou das ilustrações, sem autorização, por escrito, da Editora.